sábado, 7 de junho de 2008

Duelo

Festividade
Sinto-me casta
Em claridade vivaz
Pelos devassos risos
Nas claves

Ferocidade
Sinto-me nefasta
Em fragilidade voraz
Pelos vastos vidros
Nas traves

Derivo meu pino
De inquietude
Na mocidade linhada
Inclino

Derivo meu hino
De plenitude
Na rivalidade apontada
Refino


(Cris de Souza)

Um comentário:

نهر الحب disse...

nice blog

I wish good luck to you
Come to my blog