segunda-feira, 9 de junho de 2008

Sintética N°1


Uns
gostam
de síntese
Habito
entre
a tese
e a antítese
E aceito
flores
e amores
sintéticos
Meu
coração
é um vaso
de porcelana
Frágil,
de contorno
absorto
e assimétrico
Num
ser incauto
que se modela
na lama

(Cris de Souza & Dionísio OnO)

Nenhum comentário: