sábado, 5 de julho de 2008


pari
riso
abortei
choro
de parto
eu não
morro

(Cris de Souza)

Um comentário:

cesar disse...

Direto,cris-tal-ino e pleno de luz.