terça-feira, 29 de julho de 2008

Pleno




de onde vem
inquietude tamanha
que belisca minha carne
e alcança entranhas ?

de onde surge
alvoroço carnívoro
que devora meu sexo
e o deixa lascivo?

há solicitude
entre o gosto do gozo
que urge
há plenitude
entre o som do riso
que surge

(Cris de Souza & Cáh Morandi)

11 comentários:

realfriends_tata disse...

Grande poetisa!
Lindíssimo!!!!
x***
Ass.: Tatá

Ernani disse...

rs...
Acho que sei de onde vem...

Marisa Vieira disse...

Disse e repito: versos simplesmente de-li-ci-an-tes!

beijos

Marisa Vieira

marco disse...

Que fazer senão deliciado reverenciar minha Rainha....

Ass: Mharco

Muryel De Zoppa disse...

ferpeitinho!!! lindo, de um lirismo que transborda.

Muryel De Zoppa disse...

ferpeitinho!! de um lirismo que transborda.

Henrique disse...

como é possível os mortais comuns não verem o som do sorriso, apenas objetivam o gozo, deixam até o pobre rubor de lado pra acender um cigarro! MORRAM TODOS OS QUE NÃO SÃO POETASSSSSSSSSSSS

cesar disse...

Transbordante e certeira parceria.
Carine e Cris:rainhas do que se escreve(diz)de mais belo.

doka disse...

Rirei de todos que não sabem apreciar o belo, o inescutível, o que não podem fazer nem parecido...
Rirei de mim, pequena órfã de palavras perante estas magníficas personagens que são os poetas e poetisas.
Transbordo meu cálice de licor e brindo a vós merecedoras de todo meu orgulho e agradecimento por fazer parte de suas vidas, Cris e Cáh
Bjo

poetando disse...

Belíssima. Plena de si. Inteira.

Regina disse...

Tudo muito lindo aqui.

Sobre os seus escritos... nem todos tem a ousadia de desnudar-se assim,e mostrar o que vai na alma...

Parabéns,beijo!