segunda-feira, 11 de agosto de 2008





(por Lugullar)


quimeras, querenças,
quentes quartas de final
que fazeres a queima roupa
quesitos, quadriculando os gestos,
quebrando barreiras
quando de você se faz sabores
qual devaneios e esperas
questionável tempo...
um quinhão do seu corpo
e esse quintal refloresce
quinta-essência do quociente ato

Um comentário:

Ulisses Reis disse...

Isso é maravilhoso, da gosto ler e ver as palavras, sentir o sabor do verso !