terça-feira, 12 de agosto de 2008

Maktub






deduz, se me notas...
delibera as mais vivas heresias
induz, se me tocas...
vocifera as mais furtivas fantasias

seu notar é indício para meu alívio
seu tocar é precipício para meu convívio


(Cris de Souza)

3 comentários:

Beco da Lua disse...

Então há que se precipitar, notar, seduzir e entregar, enfim, ao que o corpo clama e a mente reclama, todo o amor que houver nessa vida. Para que as notas matinais alvoreçam os corações e lapidem as almas. Beijos diários no veludo de sua face.

Nos horizontes do mundo disse...

Como não notar a emoção que salta de sua poesia?Não te notar é impossível.

Nando Porto disse...

Não é dos teus poemas
o melhor
Mas é dos teus poemas
pequenos, o melhor!