domingo, 31 de agosto de 2008

Urgente




gestos revivo
em meio ao corredor
que deriva da ausência
tão presente na dor

credos reviro
despencar é indício
da reza mundana
rente ao precipício

nó no peito
bendiz como te rasga ?
pó no feito
cicatriz como te apaga ?

(Cris de Souza)

Um comentário:

Nos horizontes do mundo disse...

Um lírico retrato da solidão que-de tão urgentemente lindo-me faz querer ficar só.