terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Releitura

por qual rascunho
se passa
a vida a limpo ?

o claro desgaste
das páginas
é negro na garganta do livro

por qual testemunho
se desembaça
o próprio punho ?

o caro contraste
da plástica
é sebo na estampa do vivo


(Cris de Souza)

9 comentários:

Anônimo disse...

"por qual rascunho
se passa
a vida a limpo ?

o claro desgaste
das páginas
é negro na garganta do livro

por qual testemunho
se desembaça
o próprio punho ?

o caro contraste
da plástica
é sebo na estampa do vivo"


perfeitamente lindo!


andré ulle

Lucas de Oliveira disse...

é quente o hálito dessas páginas... sãos lindos os versos desenhados ai.

José Pedro da Silva disse...

lindo poema, garota.
beijosss

Vera Assunção disse...

Já conheci e convivi com tantas pessoas e tão poucas me arrepiaram a alma...você é uma delas.
Palavras e sentimentos que batem profundamente dentro de mim.

Obrigada por fazer parte dessa minha passagem.

Besitos amada!!

malu jacques disse...

Escandalosamente LINDUUUUUUUU
TE AMO... POETISA DOS DEUSES!!!
Maria Lucia

julia disse...

Minha poetisa,menina das palavras
magicas,vc tem o dom de fazer o
coração da gente bater mais forte a cada poesia sua,a cada palavra lida,nos faz viajar e amar...Amar...Amar...Te ler e sempre,querer mais de sua
poesia.
Feliz de ter vc como amiga,
vc faz o mundo da gente ficar mais colorido,mais bonito.Te adoro bj.

edna disse...

Olha só que texto bom^.
Vc começou com uma pergunta mas acabou respondendo maravilhosamente, parabéns.
Eu, também não abro mão desse labirinto de surpresas.
Beijos flor!

Ulisses Reis disse...

Mesmo rasgunhando, teus versos , me fascina, mesmo que seja sebo, me alucina, muito lindo , meus parabens, linda, mil beijos , te espero no meu, !!!

e.black disse...

viajar em tuas poésias
é viajar pelo céu azul
da alma humana.