quinta-feira, 30 de julho de 2009

Nem " Freud " explica


Pra se livrar do embaraço
O ego desmente
Verdades iminentes

Pra se limpar do percalço
O ego defende
Mentiras inerentes

Mas o Eu se encarrega
Em desmascarar
Nos aponta toda sujeira

Mas o Eu não dá trégua
Em desarrumar
Nos desponta toda poeira

(Cris de Souza)

18 comentários:

Pedro Melo disse...

Adorável tema,
Talvez o "eu" seja a realidade explícita e iludida, filhinha da inconsciência, enquanto o ego é uma suja sinceridade consciente do "eu"! ( a ovelha negra da família) rsrsrs
adorei a escrita!!
linda! linda!

Cuca disse...

Que talento...
Doutora da lira!

Cuca disse...

Realmente, sua poesia é terapeutica, embora tu sejas completamente maluca.

Deve ser este o segredo...

Pedro Aruvai disse...

lindissima como sempre!
beijos querida!

lord jafa disse...

se freud ñ explica, eu explico

pra se livrar de embaraço
se desvencilhe

a verdade tb é
uma forma de prisão unilateral

quem dera
serem verdade, as verdades

o eu é apenas parte de um todo
logo toda a razão é dúbia

um meteoro é poeira cósmica

a minha taça de vinho
contém uma galáxia etílica
que descarrilha
um de meus eus
colocando em xeque
muitas minhas verdades.
lord jafa

Paulo Vitor Cruz disse...

"Pra se livrar do embaraço
O ego desmente
Verdades iminentes"

as vezes sim, as vezes n...acho q depend muito do embaraço...risas...

bem, textualmente teclando, achei esse poema um pouco mais introspectivo q os outros q li por aqui...

abs.

Mateus Araujo disse...

Doçura e complexidade de mão dadas mais a leveza de amante? Só a Cris *_*

REGGINA MOON disse...

O ego faz com que as pessoas vivam num mundo de espelhos, onde só se pode ver a nós mesmos...

Maravilha!!

Um beijo e ótimo final de semana!

Reggina Moon

Machado de Carlos disse...

Ah! Teu riso cristalino:
São hinos de amor para mim!...
Ouço harpas e violinos...
Tua ternura é sempre assim!...

Úrsula Avner disse...

Sua escrita poética é encantadora Cris. É sempre um prazer retornar a este rico espaço. Bjs.

Amannda Dantas disse...

Nem ele explica mesmo... lindo!

malu jacques disse...

Incrível poetisa! Desvenda cada vez mais nosso eu... bem lá no fundo!!!
És como o vento que passa forte e mexe com a gente!
Bjos.

DJ Anael disse...

Ser ou não ser?

Tatá R. da S. disse...

E disse tudo!!!
Sensibilidade na visão à escrita.
Beijos, mamis!

Lilian disse...

Lindo amore !
Beijo.

Vinícius Remer disse...

O "Eu" sempre querendo ter razão, talvez tenha. Ele nunca se engana
;*

levi disse...

ler-te faz bem

Cristina disse...

Cris
Sabes bem o quanto gosto do que escreve... essa coisa de sutilmente buscar nossos segredos de alma.. Você é uma bruxinha da poesia!!!
Amo-te xaralita linda!!