sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Sem pudor


Rezam as putas? O que diz Deus, dessas horas de orações sob a luz vermelha?
Sussuras pétalas à dentro. Alastram-se intimistas, perfumes suicidas pelo ventre.
Entre as pernas, escorrem estrangeiros líquidos, gritos roucos ainda soam entre as fronhas, debaixo dos cálidos travesseiros.
Se agarram aos cabelos, de pervertidas esferas, inundando seus apelos.
Lábios de lua cheia, soltam carmins estrelares. E dança o corpo nos tapetes de areia.
Se enrosca nos braços lassos vindos do mar.
A sua benção é pecar. Lapidar.Trepidar - É deixar os dedos batucar os anéis do impuro.

(Cris de Souza & Raimundo Lonato)

13 comentários:

Amannda Dantas disse...

um friozinho na barriga.isso. esse escrito é gostoso. tudo termina em lágrimas, ou em gozo. é a nossa vida. beijo!

Machado de Carlos disse...

Madalena
Machado de Carlos

Primeiro ela, depois o dedo em riste
A culpa é pagável com a própria pele
- Vai-te! – pois tu, hoje, não vales nada!
Há mais pedras do que a própria mulher.


Todos os dias a mulher é uma pedra.
- Atirem, com o primeiro dedo!
A mulher é maior do que uma pedra,
dentre todas, ela é o pecado.


- Siga a Terra com os seus reles pecados,
- Atire, hás de roer a própria corda.
- Vai-te, tu tens o dedo na Terra!


Sem a mulher não há pecados
-Ela?! – Vejam aquela pedra!
Tu és somente um pecado a mais.

Paulo Vitor Cruz disse...

ah, elas devem rezar sim... por mais amorais e vulgares q pareçam, boa parte delas carrega um bau gigante de sonhos no coração, ainda q não os mostre para 'o mundo'...

*curti mto esse texto, chica...

abs-ão.

REGGINA MOON disse...

Lindo, envolvente, repleto de sensualidade e refletindo esse lado que mexe com o imaginário, de um clima onde mora o pecado...

Amei!

Grande beijo ao dueto!

Um ótimo final de semana....

Reggina Moon

PS:Vou levar esse verso comigo, e compartilhar com meus leitores do Blog:

www.pecadopoetico.blogspot.com

Lili disse...

Sem nenhum pudor eu te digo: é a mais pura realidade!!! Qual mulher não se sentiu uma puta algum dia na vida?
Beijo cris!!!!

rai2007 disse...

Ùm honra imensa ser parceiro na construção desse poema fértil de sonoridades.

Cris de Souza disse...

Rai, a honra é minha, de lhe ter como parceiro. Que seja o primeiro de muitos !

Pedro Aruvai disse...

uffa! de tirar o folego! lindíssima!

beijos querida!

Úrsula Avner disse...

Oi Cris, você transformou uma temática densa e submetida a preconceitos, numa bonita prosa poética. Bjs e bom fds e feriado.

Tatá R. da S. disse...

Você consegue me impressionar a cada poema, a cada verso, a cada palavra sempre, incessantemente.
Só você.
Linda.

flaviopettinichiarte disse...

nossa!!!!! muito bom..senti ate o SPLIN desse quartos impregnados do cheiro forrte do sexo e a noite!! Muito BBOMMMMMMM!!!!!!!

flaviopettinichiarte disse...

nossa!!!!! muito bom..senti ate o SPLIN desse quartos impregnados do cheiro forrte do sexo e a noite!! Muito BBOMMMMMMM!!!!!!!

Rodrigo Mesquita disse...

HUmmm...


Eu rezo. :p