segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Entreato


Meus dedos
Dramatizam por onde
A pausa se esconde

Meus dedos
Deslizam por onde
A causa responde

Encenam faltas subtendidas
Canalizam vírgulas abafadas
Que a mão bruta desafia

Acenam pautas subvertidas
Climatizam sílabas abaladas
Que a mão reluta desvia

(Cris de Souza)

15 comentários:

Cuca disse...

Teus dedos são afiadíssimos...
Poetisa de mão cheia!

Ígor Andrade disse...

Ficou bom assim também! rs
Pensei que você ia pensar mais um pouco antes de postar.
Abração!

Machado de Carlos disse...

Entreato Vital

Os dedos tocam notas de saudade,
O teclado do piano se esconde...
Nele há o tédio da morta cidade
E a brisa duma letra se esconde!

Cada vocábulo sem claridade
Há um mergulho que se esconde...
Na foto há o trem azul da idade
E uma das brincadeiras do meu conde!

É o símbolo dos dedos no enredo!
Acenam lenços em teus dedos
Nos pontos e nas vírgulas da tela...

Há risos... Um sol nas linhas cantadas
Perdem-se correntezas abaladas
No galho de luz da minha aquarela!...

Patrícia Lara disse...

Olá, minha querida poeta!

Ler-te passou a ser necessário pra mim. Aprendo muito sobre poesia quando venho ao teu blog.

Lindos versos! Lindas imagens!
Parabéns por mais essa maravilha de poema.

Um abraço e linda semana pra ti.

Patrícia Lara

PS: Em tempo, me adicionei agora com um outro blog que tenho (O Sabor da Nossa Língua), mas o outro (A Chave do Tesouro) continua lá tb, viu? rs Beijos :)

Paulo Vitor Cruz disse...

hum, diria que esse ficou mais 'técnico'... n sei se essa é a palavra q melhor exprime a minha impressão, mas algo perto disso... risas...

*me fez pensar sobre o ato de escrever aqui de umas mil maneiras...

besos, chica.

schetini disse...

Bem sei que essas palavras se abrigam n'Alma.

Um beijo na sua mão sagrada!
(humanamente sagrada)

Lili disse...

Linda poetisa:

Que teus dedos sejam sempre fortes e doces como tuas palavras...

Monique disse...

maestria!

malu jacques disse...

Você, poetisa és profundidade, a gente lê e relê e cada vez descobre mais significado...
Você instiga em cada linha, encanta em cada palavra, surpreende em cada combinação delas...
É muito bom te ler, muito bom saber que entras no mais íntimo de nosso ser de um jeito que mexe!!!
Bjos

Nádia disse...

Meus dedos querem sempre ler os versos da Cris .

Querem penetrar nas entrelinhas e ler também, os seus conflitos.


Adoro ! Beijoo!

REGGINA MOON disse...

Cris,

"Entreato"...maravilhoso sempre ler-te!

O seu texto de perfil também ficou belíssimo!!!

Parabéns!! Admiro-te muito!

Beijos,

Reggina Moon

Ulisses Reis disse...

Acho tua poesia muito linda e bem escrita talvez porque venha do teu coração e isso sinto coma a força de uma Mulher maravilhosa, beijos !!!

Tatá R. da S. disse...

Os dedos são sedentos de tudo que o coração pede.
Beijos, linda.

Kárita disse...

Adorei!!!

ju rigoni disse...

Olá, Cris!

Com a ajuda de meus dedos, tortos de artrose, e alguma sorte - deparei-me com a sua poesia. Vou segui-la. Não se abre mão do que é bom. E os seus escritos poéticos são muito mais do que simplesmente "bons".

Bjs, poeta, e inté!