quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

De trago em trago


(Mehmet Ozgur)


trago
o esquecimento  
na fumaça
dos meus dedos

  tentando apagar  
meus restos
  pendurados  
 no cinzeiro

trago
         o entendimento            
no filtro
        dos meus dedos         

  tentando acordar
          meus restos         
   pernoitados  
  no cinzeiro


   (Cris de Souza)

33 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Cris!

Que poema formidável, minha querida!
" De trago em trago"...
Jogo interessantíssimo!
Adorei, amiga!

Enorme abraço da
Zélia

R.B.Côvo disse...

De trago em trago se embebeda o poeta. Um abraço.

Vanessa Souza Moraes disse...

"(...) Traga-me a salvo o ainda que não abrimos juntos". (Carpinejar)

Beijos, Neguinha ;)

Valquiria Calado disse...

E tras poesia, pra desabafar o coração inteiro.

bjos amada.

Eduarda disse...

Cris,

trazes palavras que nos embebedam de tanta realidade.

bj

Lara Amaral disse...

Vc é magnífica! Sua fumaça dança desenhando poesia no ar.

Te admiro!

Beijo.

Sandrio cândido. disse...

Sua fumaça é poesia e por isto está nos dedos.
abraços

Marcantonio disse...

Ah, essa linha esfumada entre as formas de dois verbos, tragar e trazer, dá um especial tom a esse poema mediador entre o esquecimento e a presença, entre o que é volátil e o que resta de concreto!

E "entendimento/no filtro dos meus dedos" é imagem incrível, de ambivalente fluxo, como se a percepção de si mesma fosse uma expiração/inspiração "táctil".

Beijo.

André disse...

Os incondicionais da Liga Anti-Tabaco poderão torcer o nariz, porém, mesmo sem ser fumante, eu aplaudo de pé a beleza dos teus versos, muito inteligentemente urdidos.

Parabéns, Cris, e um belo dia prá ti!

Beijos,
André

Assis Freitas disse...

de trago em trago: anéis de fumaça


beijo

Albuq disse...

De trago em trago se vai longe ou se chega a canto nenhum! Belo. bjs

Luiza Maciel Nogueira disse...

ei você ganhou um selo do versosdeluz, vá lá ver!!

Jorge Pimenta disse...

não há analogia mais perfeita do que a que aproxima a memória do fumo... sobram os dedos.
beijinho, querida amiga de cristal!

Batom e poesias disse...

O Ministério da Saúde adverte:
"Esse trem é tudo de bom!"

bjcas, linda
Rossana

Sonhadora disse...

Minha querida

Passei e adorei tudo o que li, tomei a liberdade de seguir, para voltar.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Geraldo de Barros disse...

lindo poema, Cris :)

Beijos,
G

Fred Caju disse...

Traz pra mim mais um trago dessa.

JB disse...

A cada trago trazemos o que por vezes sobra da realidade vivida... as lembranças de momentos inesquecíveis...

Adorei a foto! E, como sempre, os seus deliciosos jogos de palavras!

beijinho

Alberto Moreira Ferreira disse...

Cris,

de trago em trago. o candeeiro

adorei este poema

beijo

Ricardo Valente disse...

tirar poesia do cinzeiro não é fácil. e ficou legal!

Vais disse...

Cris, bacana demais o jogo de palavras e sentidos.
Parabéns, moça!
A imagem, ótima!
Lembrei deste do Mário Quintana.

"Os fantasmas não fumam porque poderiam acabar fumando-se a si mesmos "

beijinhos

Poesia Cibernetica disse...

Esses companheiros quase abstratos nos pertubam a noite, não?

Adorei.

Machado de Carlos disse...

Traço todo o traço, tremo e trago.

Valéria Sorohan disse...

Resta o cigarro ao lado desejo apagado.

BeijooO*

Tatuagem disse...

No trago se afoga...se esquece..

Beijos!

Tuca Zamagna disse...

No aparentemente breve tempo que passei tragando o seu poema, meu cigarro me fumou todo três vezes.

Bjs

paliativo disse...

um trago num tango!

Suzana Martins disse...

Me trouxe aqui,
e eu trago a fumaça
dos seus versos
que fazem barulho em mim.

Abraços

paulo disse...

Gostei do estilo, Cris.
Faço algo semelhante e entendo os pensamentos dos teus versos.

Beijo

Colecionadora de Silêncios disse...

Minha querida amiga, tragar seus versos me faz renascer nesses dias de poucas alegrias.

Amo a sua forma de poetar! Vc é incrível!

Beijo grande e tenha um lindo fim de semana! :)

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Me trouxe um trago de poesia e alegria, obrigado, beijos !!!

Marisa Vieira disse...

Seu poesia traga minha alma!
BELO demais!
beijodamarisa

Daniela Delias disse...

Que bonito, Cris!
Bjinho