sexta-feira, 15 de abril de 2011

Quadro a quadro



ave! frente à árvore
falham as matizes   
ao pincelar o fruto

[nada a florescer
dentro do quadro fundo

então, como desfruto
de tudo ramado
que  apetecer?

ave! frente à árvore
faltam os vernizes
ao pendurar o fruto

[nada a fortalecer
dentro do quadro fortuito

então, como descuido
de tudo rachado
que aperceber?

(Cris de Souza)



(Secos & Molhados, toada & rock & mambo & tango & etc)

     

21 comentários:

Celso Mendes disse...

ave! frente à palavra. como desistir do fruto sem saborear tua música-poesia de fazer dançar línguas-entre-dentes?

maravilha!

beijo.

Domingos Barroso disse...

Cris, a tua poesia passou adiante
levando o olhar [todos os olhares
dos duendes]e as imagens foram
juntas parar nos teus cílios
...


esplêndido.

Beijo carinhoso.

Paulo Rogério disse...

Como você é perfeccionista!
Estaria faltando o quê!?
Som legal, menina!
Beijo!

Tania regina Contreiras disse...

ave! frente à árvore
falham as matizes
ao pincelar o fruto...

Cris, uma mravilha!
Beijos,

Úrsula Avner disse...

Oi minha linda, poesia de qualidade sempre... Lindos versos ! Bj.

Luiza Maciel Nogueira disse...

árvore esta que dá frutos, sumo de poesia doce :)
beijos!

Assis Freitas disse...

eu vim lembrar de uma canção Pictures at an Exhibition,


beijo

Cida disse...

Já que aqui você nos convida a divagar, eu lhe digo que fui, quadro a quadro, nas asas da ave, saboreando o nectar doce desse fruto em forma de poema.

Parabéns menina!

Tenha um lindo e iluminado final de semana.

Beijooooo

Cid@

wanderson Francisco disse...

nada a florescer dentro do quadro fundo
então, como desfrutode tudo ramado que apetecer?


( Desejei este trecho por que não podia ficar para semente o desfruto do quadro...

Jorge Pimenta disse...

por momentos todas as aves e todas as árvores se deslocaram para a órbita do poema. e a harmonia ganhou um novo sentido - apesar dos olhos humanos que a lêem.
beijinho com as [ainda] mãos!

Wania disse...

Cris


... a poesia amadurecendo em deliciosa fruta!




Bjs

Fred Caju disse...

Pintai frutos e árvores (e com essa trilha ainda...)!

Betha Mendes disse...

Artesã com as palavras, Cris! Lindo

bj

Betha

helen ps disse...

Maravilha, Cris, o jogo de palavras, a pintura da cena, o sentido oculto na paisagem. É sempre surpreendente te ler.
Abraços.

PAZ e LUZ

Sandra disse...

ave! Frente à tua árvore sorvo sofregamente as palavras sumarentas que dela brotam.
Beijinho

Paulo Rogério disse...

Digo melhor, com tal perfectibilidade, estaria faltando o que?!
Beijo!

Batom e poesias disse...

Não descuide...
É só regar um bocadinho.

Beijos

Rossana

A.S. disse...

Tal como a ave... improvisas o voo!


Beijos, querida!
AL

Lara Amaral disse...

Poesia bem reg(r)ada!

Beijo, querida.

Tatuagem disse...

Beleza!

Beijinhos!

Vais disse...

Olá, Cris,
quadro a quadro às pinceladas descortinando imagens

amei o som dos secos & molhados

muitos beijos linda moça e feliz de ti por lá