segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Pra não dizer que não falei das flores...

 (Hassan Childe, O quarto das flores)





Vertente da flor



A flor da fertilidade
Retoca as pétalas
Na toca do ventre      


Nascente no solo
- O solo das flautas!


A flor da fertilidade
Recosta as pétalas 
Na costa do ventre


Poente no colo
- O colo das faltas!


.


Radioativo - O dito pelo não dito


Um verso
Não cai
Duas vezes
No mesmo raio?


.


Invencionice


para o moinho: 
um vento de hollanda

para o poema: 
um monte de risco

para o poeta: 
um canto de chico!   



(Cris de Souza)



Nota: A homenageada é aniversariante da semana. Parabéns, querida!


* " O quarto das flores" (1894) é uma das obras mais conhecidas do pintor estadunidense Hassam Childe. Neste quadro, uma mulher de vestido cor-de-rosa, recostada num divã, lê distraidamente um livro num quarto cheio de luz e repleto de livros, quadros, mesas, cadeiras, ornamentos e flores. A casa situa-se na costa do Maine, New Hampshire, e pertencia e Celia Thaxter, que a utilizava para reunir poetas e artistas, entre eles, Hassan.


(Chico Buarque - As vitrines)

26 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Parabéns às duas: à aniversariante e à poeta que belamente a homenageia!

Beijos,

Ricardo Valente disse...

Não tem pq falar das flores com um quarto desses, mas ainda bem que lembrou delas.

Sonhadora disse...

Minha querida

Uma bela mensagem neste poema...uma linda homenagem.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Wilson Torres Nanini disse...

Cris,

sua poesia é uma flor sensual entrelinhar.

Há muitos poetas que conseguem ser mínimos. Mas poucos conseguem ser exatos como vc. Assisto à aula de sua concisão, com mto devotamento.

Abraços, poeta!

Pólen Radioativo disse...

E as flores há muito viajam de Trem... Se espalham para além das fronteiras do Quarto rumo às estrelas para um baile de sons e riscados onde reluzem nAs Vitrines Cris.talinas da Fada que também se encanta com o canto do Chico encantado.

Obrigada, meu amor, minha fada, minha flor!

Analuz disse...

Belíssimo!

Beijinho encantado!

marlene edir severino disse...

Cris,

Bela homenagem, ainda ao som de As Vitrines...

E nos cheiros que se espalham pelo ar desta primavera, estão todas as flores!

Beijo, querida!

Marcantonio disse...

E fica o não-dito pelo magnificamente dito!

Vertente da Flor é incrível, vibra de sentidos latentes.

Radiativo é uma pequena ogiva núcleo-poética.

E Invencionice une três poetas na mesma vitrine.

Claro, uma bela homenagem!

Beijos.

Daniela Delias disse...

Cris, que saudade de estar aqui! O trem segue lindo...
Beijão!

André Bessa disse...

Três poemas que demonstram uma sensibilidade e um talento realmente excepcionais.

Parabéns, Cris, minha admiração maior.

Beijos,
André

Assis Freitas disse...

quanto invencionice nestes versos de floração,



beijo

p.s. tudo normalizado

Jorge Pimenta disse...

há ícones de beleza e encantamento que o são sem esforço, na naturalidade da sua existência. a flor, por exemplo: seja na terra, na jarra, ou no cabelo é o expoente máximo da totalidade. o que dizer, pois, de flores que têm voz e sabem dizer?
magnífico, querida amiga!
p.s. o trem retoma a viagem com absoluta normalidade funcional.
p.s.2. ao oitavo dueto? vamos lá, pois :)
beijinho de cris-tal!

dani carrara disse...

cris sonhei com vc. rs
era madrugada levantei e vc tá ali (acris) pra uma conversa.
sonhei. não sonhei.
sei lá, tudo que é noite parece sonho de manhã.

beijão.
p.s: uma imagem intesamente clara.

Aline disse...

que maravilha!
que imagens belíssimas.
e o chico então?!

Celso Mendes disse...

Avoei por aqui. Na leveza dos versos na sonoridade dos poemas, na beleza da imagem, e na música do Chico. E parabéns à homenageada.

à autora, muitos beijos e minha admiração.

Vais disse...

Saudações, querida Cris,
linda a postagem, a homenagem, Vertente da Flor é altamente fecundante, germinante, 'bunitodimais'
toda a composição de imagem poesias e som, parabéns!
e o Chico quebra tudo:

"passas sem ver teu vigia catando a poesia que entornas no chão"

* Cri, você é uma moça muito especial, vi seu comentário lá n'O Azul Temporário, grata, também adoro você, sua sensibilidade me toca.

beijo grande e muitos carinhos

MARILENE disse...

Aqui, não há como ficar de fora de um mundo de emoções. Você é brilhante!

Bjs.

Wania Victoria disse...

Cris


... e como as flores falam pelas tuas mãos, minha amiga!!


Lindo demais todo este post!

Parabéns as duas,
Bjs

Elisa T. Campos disse...

Gosto da forma como versejas. minimalista e profundas.
bjs

Fred Caju disse...

E alguém duvida que a moça não gostou?

Cida disse...

Viajei nos poemas...
E foi tão bom!
Obrigada por isso, menina poeta.
:)

Beijinhos mil,

Cid@

Tatuagem disse...

O canto do Chico me acompanha...sempre

Beijos

~Tatuagem~

dade amorim disse...

Não sei por onde eu andava
que quase não vinha aqui
sem pensar no que perdi.

Mas vou recuperar :)

Beijocas, Cris.

Dario B. disse...

Pena que o Trem esteja na oficina. Mas sei como é isso e espero que volte a apitar em breve. Um beijo carinhoso.

Rubens da Cunha disse...

falar de flores e de vitrines é sempre necessário :)

André disse...

Bacana.