sábado, 25 de agosto de 2012

Alterações em giro aluado


Fotografia: Cris de Souza


Orbital


luar
como
te louvar

se a visão
denegre      
a oração
sem par?

luar
como
te lustrar

se o vão
deflete    
a ocasião
sem ar?             



Lunática

depois
das gaitas
de lua

o gosto
das línguas            
nuas

deixar-te-á
o sopro?



Mítico

para ísis
um helianto

para hélios
um acalanto

para os olhos
dois espantos!


(Cris de Souza)

12 comentários:

Joelma B. disse...

Se for sempre desse jeito, me espanta... me espanta que eu gosto!


:*

Assis Freitas disse...

ah Cris esse Mítico é meu, é meu, é meu (tão belo)



beijo

Verso Aberto disse...

belo Cris
na verdade do espanto, aparições prateadas de almas desorbitadas em poético reencontro

abração

Luiza Maciel Nogueira disse...

espanto-me diante dessa imensidão dos olhos

grande beijo Cris

Daniela Delias disse...

Adoro a palavra "helianto"!!!
Todos lindos, mas que coisa mais fantástica o teu "Mítico"!!!!!!

Beijo :)

Thuan Carvalho disse...

"Deixar-te-á o sopro?"

Parece um pedido de casamento.
Só que muito melhor!


Sem mais por hora, vou economizar inspiração aqui para expirar no papel.
Obrigado, como sempre.
;]

ovictorpereira disse...

muito bom! com a sonata ao luar, temos a experiência completa.

Kelli Olmo disse...

Dá-lhe poetisa da lua!!!!!!! Eu sei de onde vem tanta inspiração....... Beijussssssss.

Vais disse...

amei a foto

e é sempre um bom espanto de ler

beijos, querida Cris

Elisa T. Campos disse...

Admiro sempre tudo aqui.

bjs.

Domingos Barroso disse...

desenho uma aliança de noivado
no alto de um céu estrelado
e verá uma lua nova

desenhe a barriga de uma mulher grávida
no alto de um céu estrelado
e verá uma lua cheia

beijo carinhoso,
Crisântemo.

LauraAlberto disse...

Luz como te encontrar se tudo em mim é negro?

amei a foto, Cris...

beijo