sábado, 15 de junho de 2013

ANDANÇA

(Tommy Ingberg)

Hei de pisar com firmeza 
Ainda que por dentro esmoreça 

Hei de passar com clareza
Ainda que por dentro escureça 

Antes que as coisas se desfoquem
E não haja mais retalhos 
Nos desalinhos

Antes que as coisas se desloquem
E não haja mais atalhos 
Nos descaminhos 

(Cris de Souza)



*Poema reeditado

7 comentários:

Joelma B. disse...

Os caminhos nos recebem todos sem face!

Belo rumo, Cristalina!!

Beijos!

JAIRCLOPES disse...

Limerique

A poeta na firmeza do seu andar
Continua no caminho apesar
Dos prós e contras
Óbices e bilontras
Com determinação de não falhar.

Tania regina Contreiras disse...

An-DANÇA, Cris! Há aí uma música que toca e solicita movimentos: ainda que e antes que, e lá vão os passos firmes!

Beijos,

José Carlos Sant Anna disse...

Conjugação de sentidos perfeita e a delicadeza dos seus versos! é admirável. Como sempre...
Abraços, Cris!

Assis Freitas disse...

é preciso andar, sempre


beijo

jose reginaldo disse...

Que essas andanças ,sejam suaves como passos de dança,ao som da ventania,já que caminhar é preciso,que seja.beijos Cris.

eurico portugal disse...

volte-face, volte a face. volte. face.

... foi-se.

beijos!