sexta-feira, 13 de junho de 2008

Ímã


É de se perder de vista...
Explendor dos olhos teus
Povoado de entrelinhas
Invadindo da luz aos breus
Fraseado de estrelinhas
É de se fazer revista...
Tal olhar; intriga, delibera
Tal olhar; coliga, vocifera
A esmo, me movimenta
E amedontra
O mesmo, que me freqüenta
E desmonta

(Cris de Souza)

Um comentário:

cesar disse...

O magnetismo de um olhar tatua um coração!