sábado, 7 de junho de 2008

Margens de mim


Sem esteio
Invisto em aceno
Hábito de cingir
Céus de catarses
Pungir-me
Pelo seio

Vem arreio
Insisto em terreno
Hálito de coligir
Véus de disfarces
Partir-me
Pelo meio

Ledo que comenta
Desatino assombra
Se me encubro
Escapo
Na lona

Medo que contenta
Libertino arromba
Se me descubro
Infarto
Na zona

(Cris de Souza)

Nenhum comentário: