quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Vigília


rasga
a fenda
que você
me remenda

folga
poro por poro...
abusa ao tocares
toda linha do visado

reza
a lenda
que você
me desvenda

prova
gole por gole...
suga nos altares
toda vinha do pecado

(Cris de Souza)

5 comentários:

O esconderijo do Pinico disse...

haha
o que é proíbido é mais gostoso

gosteeeei bastante desse =D

Tatá R. da S. disse...

mestra na arte da sedução poética!

Vinícius Remer disse...

'Toda vinha do pecado'
Amor que reprime e expulsa
mais uma noite selvagem...

Machado de Carlos disse...

Belíssimo poema. Aproveitei e lhe roubei a foto para publicar no recanto das Letras.

Miguel Barroso disse...

E de fácil digestão! Poema sedutor..


Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO