quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Por si só


Tenho lembranças
De um tempo
Que não possuo

Tenho lembranças
De um tempo
Que não situo

Ah, o que não explico
Mas atento
Só por ser-me

Ah, o que não classifico
Mas sustento
Só por caber-me

(Cris de Souza)



18 comentários:

Cuca disse...

Consegues me emocionar...

Cuca disse...

Sua filha da culta!

malu jacques disse...

Incrível!
Uma construção perfeita de palavras e pensamentos...uma profundidade de fazer pensar... um toque perfeito no nosso interior!!
Mais uma vez... Parabéns por este dom. Te gosto!!!

orlando pinhº d-silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
orlando pinhº d-silva disse...

com o tempo

nunca temos
o domínio do jogo

somos somente
semente do fogo

do útero à tumba
comemos tudo

que dentro e fora
do tempo



orlando pinho d silva

23:12
170909

Lili disse...

O que seria da minha alma sem você?

Lilian disse...

Eu lembro do filmes que eu nunca vi...
Passando sem parar em algum lugar... (8)
Me lembrou isso.
Adorei.
Beijo.

Pedro Aruvai disse...

suas lembranças!
nossas lembrança!

linda!!!

Amannda Dantas disse...

tudo vai,assim.. como vai. o que ficou lá atrás, insiste. persiste. como pode acontecer tal coisa? n podemos matar os pensamentos/emoções. vivemos tudo, como é pra ser vivido mesmo. pq é assim q tem q ser. tem q ser como ningue´m sabe como é, só sabe q tem q seguir. seguindo, sentindo. o q tiver q ser,será. ou não.
parabéns Narizinho!

Machado de Carlos disse...

Embora as lembranças do passado incomodem, porque o tempo modifica a própria vida, devemos viver intensamente o momento; seja ele alegre ou triste, mas é o agora, razão pelo qual existimos. Sonhos, sonhos. Ora, os sonhos são etéreos!

rai2007 disse...

Tenho lembranças de um tempo identificado no final da Belle Èpoque.
Possuo o tempo ou ele me possui? Subo escadarias e encontro-me nas lembranças de palácios onde vivi?
Tenho saudades de séculos e não sei se existimos ou se mergulharemos nas águas da eternidade.

Úrsula Avner disse...

Oi Cris, seus poemas me encantam ! Bj.

Paulo Vitor Cruz disse...

tenho lembranças que não explico...o tempo era belo, era tudo lindo...de repente, zaz...eu me esqueci...risas...

*perdoe a 'maluquez' desse comentário... hoje eu acordei meio inteiramente surtado...

bai bai.

Vinícius Remer disse...

É ter lembranças, e fazer delas nosso comodismo... "Mas sustento
Só por caber-me"
E é muito difícil olhar o mundo com outros olhos, e ligeiramente dar o primeiro passo...

;**
(saudade)

Everaldo Ygor disse...

E as lembranças, na caminho, na estrada do trem da lira...
Saudações Poéticas
Everaldo Ygor

O Profeta disse...

...Às vezes uma intensa alucinação
Em que viajas pelo meu eu
Às vezes o mundo fica em espera
Da união do mar com o céu

Onde param os teus anseios
Onde encontras a sublime calma
Nestes dias de dura tormenta
Onde aqueces a tua alma?

Voa comigo...


Mágico beijo

Mateus Araujo disse...

Ô lindezaa *_*

Tatá R. da S. disse...

É o que não volta, mas ainda vive dentro de nós, né?!
Pura música.
Beijos mamis amada.