terça-feira, 2 de novembro de 2010

Mãos de Mago





ao tocares
o azul além-mar        
move âmbares           

no tempo dos signos
o requinte traçado
marca o horizonte extremo

ao tocares
o azul abismar  
molda  altares

no templo dos signos
o refúgio traslado
molda o horizonte interno

....



no ninho das artes
se abrem passagens

concebe passaredo
em todas folhagens

no nicho das artes
se armam paragens

concede arvoredo
em todas friagens


(Cris de Souza)

23 comentários:

Colecionadora de Silêncios disse...

Uau! Que maravilhoso esse dueto!
Amei! Parabéns aos dois! :)

Beijos

Domingos Barroso disse...

Marcantonio, eis traduzido o teu impecável silêncio ornado por tua fina e intensa sensibilidade.

Abraço fortemente o amigo poeta
e beijo carinhosamente a belíssima poetisa.

Parabéns.

Marcantonio disse...

E agora, onde ponho a cara e estas mãos que não julgo dotadas de magia? O meu diário fica mais extrovertido, e o meu azul, posto a nu, se sente temerário. Mas não vou negar que gosto de me ver refletido, senão pelo que faço, mas certamente pelo que anseio, neste

"no templo dos signos
o refúgio traslado
molda o horizonte interno"

É esse horizonte que tento extroverter no Diário, que parece tão mais bonito aqui, definido por imagens vitais e orgânicas que preenchem o nicho/ninho das artes.

O que me deixa verdadeiramente feliz é saber que o que escrevo e crio pode reverberar e ser tão bem traduzido por uma sensibilidade especial como a sua. Emfim, qualquer palavra é pequena para agradecer.

Obrigado, Cris.

Beijo.

Assis Freitas disse...

eu lembrei a canção: lá vem a força , lá vem a magia, que incendeia o corpo de alegria. magia para todos os lados, de Cris e Marcantonio,


beijo

Luiza Maciel Nogueira disse...

a arte de Marcantonio com a tua poesia é um achado belíssimo! Gosto muito da arte dele e de tua poesia, beijo!

Tania regina Contreiras disse...

Cris, homenagem merecidíssima ao poeta e seus dois recantos - o Azul e o Diário. Marcantonio é puro talento, e é um poeta inquietante, gosto disso. Mas aqui a poeta também merece os parabéns, pela sua sensibilidade e talento.
beijos,

Pablo Rocha disse...

Justíssima homenagem feita com uma beleza mágica. Cris, você deu um show e Marcantonio é demais tbm.

Parabéns a ambos!

Albuq disse...

Menina... belo, encantador!

Paulo Jorge Dumaresq disse...

Arrasou na homenagem ao grande Marcantonio.
Aliás, homenagem merecidíssima.
Parabéns geral.
Bjs, querida.

Jorge Pimenta disse...

cris,
quem melhor do que tu e a tua arte para cantar um dos mais finos trovadores (e pensadores) desta nossa tertúlia circular?
bravo!
um abraço a ambos!

Valéria Sorohan disse...

Vc escreve além do meu entendimento! Fico aqui te lendo... criando interpretações e saio cheia de interrogações! É instigante...

BeijooOs

Cida disse...

Ficou... assim... como direi?...
DEMAIS!!!

Você me chama de "luminosa", e no entanto, são em cantinhos como o seu, que eu vou roubando o pouquinho de luz que eu levo correndo para o mosaicos...:)

Bjsssssss

Cid@

ROSANA VENTURA disse...

Nossa, que lindo...
"Moldar nosso horizonte interno" é tudo o que precisamos ás vezes...
bjosssssss
E nossos horizontes sejam azuis...azuis da cor do mar!

Daniela Delias disse...

É tão bonito quando isso acontece!!!

O mago das artes pelos teus olhos...

O que mais dizer? Perfeito. Perfeito...

Lara Amaral disse...

Cris, que lindíssimos poemas, à altura do nosso mago, grande poeta e artista Marcantonio. Também sou fã de carteirinha dele, e sua!

Beijo.

Cuca disse...

belíssimos poemas, como de costume.

cris, cris...te admiro tanto, está pra nascer alguém tão generosa quanto você.

te amo!

beijos.

Dario B. disse...

Um casamento impar, parabens aos dois pelos trabalhos, e louvor a ti que teve a ideia.

valeria soares disse...

Duo perfeito! Parabéns aos dois.

Anônimo disse...

Sempre o azul derramado nos teus olhos e nos vestidos guardados para valsares ao luar.

Tatá R. da S. disse...

Sempre linda.
Sua beleza é tanta que transborda em poesia.
=*

poetaeusou . . . disse...

*
surpreendente,
maravilhoso,
adorei !
,
marés de estima,
,
*

Andrea de Godoy Neto disse...

Cris, teus versos desenham com perfeição a magia das mãos - e da alma - deste gigante que é o Marco.
Sou fã incondicional dos dois.

beijos imensos pra matar a saudade :)

Nocturna disse...

Suas mãos comportam a magia de
mil magos ,vou mais além...
Sabes traçar caminhos nos mares,
atiçar as marés...
vc é demais!
bjs amor!