sábado, 13 de abril de 2013

TRÍADE EM TORNO DA CRIAÇÃO


(Fotografia: Cris de Souza)


Credo

Criar por crer
Na cadência
Em que se revê
A regência

Criar por crer
Na carência
Em que se relê 
A reticência


Significação

Obra do destino:
A tinta sentindo
O tempo sem tino


Intemporal

A pena se emprega
Desde a idade
Da pedra

(Cris de Souza)


* Poemas inspirados no desafio poético proposto por Tânia Regina Contreiras.





14 comentários:

Joelma B. disse...

a leveza antecede qualquer fardo!!

bela tríade, Cristalina!!

beijo!!

Pablo Rocha disse...

Sensacional! Difícil escolher um!
Bjs

Tania regina Contreiras disse...


Tríade bem amarrada, maquinista: obrigada por aceitar o convite e trazer sua poesia! :-) Amei.

Beijos,

JAIRCLOPES disse...

Limerique

Criar pelo simples ato da criação
Criar pelo ato em si, sem intenção
Contrário ao arrivista
Aí se revela o artista
O qual dá ao mundo sem retribuição.

marlene edir severino disse...

Fico com todos!
(Pode?)

Beijo, Cris!

Assis Freitas disse...

a pena é vontade
desde tenra idade


beijooos

Ira Buscacio disse...

"Criar por crer"... já é o poema, o restante é abuso de rima. Viu, sua fazedora de mágica
bj, meu, Crika


Ira Buscacio disse...

relendo, pq é duca!
mais bj

jose reginaldo disse...

alquimia pura,isto não é poesia,é magia...ou bruxaria das boas.De-lira com as palavras.Uma delicia sua ler seu escritos.

Caroline Godtbil disse...

Ler teus versos é sempre estimulante.
Beijos.

José Carlos Sant Anna disse...

O que se pode chamar de encontro fecundo. A criação, essencial como o ato de respirar, se impõe pelas habilidosas mãos que tens.
bj

vanessa carvalho disse...

bem bonitos.

flores.

Raimundo Lonato disse...

Cris não mais ouve os sinos das manhãs, onde guardo as flores e fecho meus olhos.

Fábio Murilo disse...

Como se não bastasse escrever tão bem, ainda fotografa divinamente.

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/